Planejamento experimental em milho

Alberto Cargnelutti Filho, José Paulo Guadagnin

Resumo


É importante dimensionar o número de repetições para avaliar caracteres de cultivares de milho com precisão desejada. O objetivo deste trabalho foi determinar o número de medições (repetições) necessárias para avaliar caracteres de cultivares de milho (Zea mays L.). Foram usados os dados coletados em 16 experimentos de competição de cultivares, realizados no Estado do Rio Grande do Sul, nos anos agrícolas 2002/2003, 2003/2004 e 2004/2005. Em cada experimento, foi utilizado um delineamento de blocos ao acaso, com três blocos ou repetições. Foram medidos os caracteres número de dias da semeadura até 50% do florescimento masculino, alturas de planta e de espiga na colheita e número de espigas na colheita. Foram verificados os pressupostos do modelo matemático, realizada a análise de variância, estimado o coeficiente de repetibilidade e calculado o número de repetições. Experimentos com quatro repetições são suficientes para avaliar os caracteres número de dias da semeadura até 50% do florescimento masculino, alturas de planta e de espiga na colheita e número de espigas na colheita, de cultivares de milho, com, respectivamente, 88,7; 75,1; 74,5 e 69,4% de precisão.

Palavras-chave


Zea mays L; Número de repetições; Precisão experimental

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.