Capacidade nodulatória e características agronômicas de feijoeiros comuns submetidos à adubação molíbdica parcelada e nitrogenada

Hermann Cruz de Albuquerque, Rodinei Facco Pegoraro, Neiva Maria Batista Vieira, Ismael de Jesus Ferreira Amorim, Marcos Koiti Kondo

Resumo


Objetivou-se com o presente estudo avaliar a capacidade nodulatória e as características agronômicas de três cultivares de feijoeiros comuns submetidos ao parcelamento da adubação molíbdica e nitrogenada. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso, no esquema fatorial 3 x 7, que correspondeu a três cultivares (Carioca precoce, Rosinha e Ouro Negro) e sete manejos da adubação molíbdica, com três repetições. A cultivar Ouro Negro apresentou maior número de nódulos e matéria seca da parte aérea quando comparada à cultivar Carioca precoce e Rosinha e, as cultivares Ouro Negro e Carioca obtiveram maior número de grãos por vagem, peso de 100 grãos e produtividade que a cultivar Rosinha após a adubação nitrogenada e molibídica. A adubação nitrogenada reduziu a formação de nódulos nas cultivares Carioca precoce e Rosinha, mas elevou a maioria das características agronômicas e a produtividade em comparação à adubação molíbdica. No entanto, a aplicação parcelada de molibdênio entre os 15 e 30 dias após a emergência (DAE) influenciaram positivamente a formação de nódulos, o teor de nitrogênio foliar, o número de grãos por vagens, a massa de 100 grãos e a produtividade em comparação à aplicação molíbdica via semente ou ausência de adubação, para as três cultivares estudadas. Indicando que a adubação molíbdica via foliar é considerada imprescindível para o aumento da produtividade das cultivares de feijoeiro.


Palavras-chave


Feijão; Adubação nitrogenada; Adubação molíbdica

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.