Aporte de nutrientes em rúcula e atividade microbiana do solo em cultivo com aléias de guandu

Márcio Sampaio Pimentel, Adeniyi Olumuyiwa Togun, Helvécio De-Polli, Janaína Ribeiro Costa Rouws, José Guilherme Marinho Guerra

Resumo


Investigou-se o efeito da adubação orgânica combinando esterco bovino, ramas de guandu e densidade populacional por cova na cultura da rúcula sobre carbono da biomassa microbiana do solo, respiração do solo, quociente metabólico, carbono lábil de solo fumigado, teor de matéria seca e conteúdo de N-total, K, P, Ca e Mg foliar e radicular de rúcula. O delineamento experimental adotado foi blocos ao acaso em ensaio fatorial 2 x 2 x 2 e três repetições: 0 e 160 kg ha-1 de N de esterco bovino, 0 e 160 kg ha-1 de N de ramas de guandu e uma e duas plantas por cova. As correlações mais significativas e positivas foram obtidas entre K foliar x respiração do solo, N foliar x biomassa microbiana e Ca radicular x quociente metabólico. A utilização de 160 kg ha-1 de N de esterco bovino em conjunto com 160 kg ha-1 de N de ramas de guandu com duas plantas por cova refletiu em menor perda relativa de C-CO2, o mesmo ocorrendo com o tratamento de duas plantas por cova adubada apenas com 160 kg ha-1 de N de esterco bovino. Maior conteúdo de N foliar e radicular foi observado no tratamento combinando duas plantas por cova adubada com 160 kg ha-1 de N de ramas de guandu, enquanto maior teor de matéria seca foi obtido usando uma planta por cova, principalmente, nas combinações sem adubação; com 160 kg ha-1 de N de ramas de guandu e com 160 kg ha-1 de N de esterco bovino e ramas de guandu.


Palavras-chave


Eruca sativa L; Cajanus cajan L; Esterco bovino; Evolução de CO2; Adubação verde

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.