Efeito da salinidade na germinação de sementes de algodão

Roselayne Ferro Furtado, Ana Raquel de Oliveira Mano, Carlucio Roberto Alves, Sílvia Maria de Freitas, Sebastião Medeiros Filho

Resumo


O efeito da salinidade sobre as culturas se reflete primeiramente na germinação. Neste contexto, este trabalho teve como objetivo avaliar a germinação de sementes de cinco cultivares de algodoeiro: CNPA ITA 90, CNPA ITA 96, CNPA 8H, BRS Sucupira e DeltaOpal submetidas às soluções salinas de condutividade elétrica de:0; 3,0; 6;0 e 9,0 dS.m-1 em condições de laboratório. Verificou-se que as cultivares DeltaOpal e BRS Sucupira não apresentaram diferença significativa no percentual de germinação em relação aos três níveis de salinidade e a água destilada. As cultivares CNPA ITA 96 e CNPA 8H diferiram da testemunha apenas na solução com maior concentração salina, enquanto a CNPA ITA 90 mostrou redução gradativa no percentual de germinação com o aumento da concentração salina.


Palavras-chave


Gossypium hirsutum; tolerance; salt

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.