Características biométricas de mudas de castanha-do-gurguéia em função de calagem e NPK

Raimundo Falcão neto, Gabriel Barbosa da Silva Júnior, Leonardo Fonseca da Rocha, Ítalo Herbert Lucena Cavalcante, Márkilla Zunete Beckmann-Cavalcante

Resumo


A castanha-do-gurguéia (Dipteryx lacunifera Ducke), também conhecida como fava-de-morcego e garampara é uma planta pertencente à família Leguminosae, encontrada na região Meio-Norte do Brasil. A exploração é feita de forma artesanal, demandando, entre outras necessidades, pesquisas relacionadas à nutrição na fase de produção de mudas. Nesse sentido, foi desenvolvido experimento objetivando avaliar as características biométricas na produção de mudas de castanha-do-gurguéia, submetidas a doses de N e substrato sem e com calcário e PK. As ações foram desenvolvidas no município de Bom Jesus-PI. Adotou-se delineamento experimental em blocos casualizados com tratamentos distribuídos em esquema fatorial 5 x 2 referentes às doses de nitrogênio em cobertura e ao tratamento do substrato, com quatro repetições e três plantas por parcela. As doses de N testadas foram 0; 75; 150; 225 e 300 mg dm-3 de solo. As características biométricas avaliadas foram: altura de planta, diâmetro do caule, número de folíolos, massa fresca da parte aérea, massa seca da parte aérea, massa fresca da raiz, massa seca da raiz, volume radicular e comprimento radicular. Houve influência das doses de N na formação de mudas. O tratamento do substrato influenciou positivamente o número de folíolos e a massa fresca da parte aérea. Para produção de mudas em substrato não tratado não há necessidade de adubação nitrogenada em cobertura, enquanto para o substrato tratado recomenda-se a dose de 75 mg dm-3.

Palavras-chave


Dipteryx lacunifera Ducke; Crescimento vegetal; Qualidade de mudas

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.