Fertilizante mineral e resíduo orgânico sobre características agronômicas da soja e nutrientes no solo

Everson Reis Carvalho, Pedro Milanez de Rezende, Messias José Bastos de Andrade, Alexandre Martins Abdão dos Passos, João Almir Oliveira

Resumo


Objetivou-se avaliar o efeito do fertilizante mineral NPK associado ao resíduo orgânico “cama de frango”, sobre as características agronômicas da soja bem como os teores de nutrientes em um Cambissolo. O experimento foi conduzido no município de Itutinga, sul de Minas Gerais, no delineamento em blocos casualizados, com três repetições em esquema de parcela subdividida. A cultivar utilizada no experimento foi a BRS Favorita RR. Os tratamentos aplicados às parcelas foram constituídos por quatro doses de “cama de frango” (0; 3; 6 e 9 Mg ha-1), aplicados em área total. As subparcelas constituíram as cinco doses do fertilizante mineral formulado NPK 04-30-10 (0; 100; 200; 300 e 400 kg ha-1), aplicados ao sulco de semeadura. A adubação com o fertilizante mineral proporciona aumento na altura de planta e de inserção do primeiro legume, número de legumes por planta e na produtividade de grãos da cultura da soja. A adubação com o resíduo orgânico “cama de frango” eleva a altura de planta e de inserção do primeiro legume, massa de 100 grãos, número de legumes por planta e o rendimento de grãos de soja, porém em doses mais elevadas favorece o acamamento das plantas. A utilização da cama de frango é viável em termos agronômicos e econômicos na cultura da soja. A adição de cama de frango eleva os teores de potássio e enxofre no solo.

Palavras-chave


Adubação mineral; Adubação orgânica; Cama de frango; Glycine max

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.