Diversidade genética de acessos de feijão comum por caracteres agronômicos

Pablo Diego Silva Cabral, Taís Cristina Bastos Soares, Andreia Barcelos de Passos Lima, Diogo de Souza Aleves, José Arcanjo Nunes

Resumo


Este experimento teve como objetivo avaliar a divergência genética entre 57 acessos de feijão comum, sendo 31 genótipos locais do sul do Espírito Santo, 20 da EMBRAPA e seis cultivares comerciais. Foram realizados três experimentos no município de Alegre, ES nos anos agrícolas de 2008/2009 e de 2009/2010. O delineamento utilizado foi o de blocos casualizados com três repetições. Os dados foram submetidos à análise de variância pelo teste F. Foi utilizada análise multivariada para avaliar a divergência genética entre os acessos utilizando o método de agrupamento UPGMA e variáveis canônicas com base na distância generalizada de Mahalanobis. As variáveis que mais contribuíram para a separação dos acessos foram: peso de cem sementes (P100) com 24,01%, período vegetativo (PV) com 20,39%, período reprodutivo (PR) com 17,16% e comprimento da semente (CS) com 14,87%. Os acessos menos divergentes foram o F15 e o F18 (9,18) e os mais divergentes foram F10 e F08 (1308,62). Verificou-se baixa dissimilaridade genética entre as cultivares comerciais e também entre os acessos provenientes da EMBRAPA e entre ambas. Os acessos locais demonstraram uma diversidade genética significativa. Tanto a análise de agrupamento quanto a de variáveis canônicas foram capazes de separar os acessos de acordo com os centros de origem.

Palavras-chave


Phaseolus vulgaris L.; Caracterização de germoplasma; UPGMA; Variáveis canônicas

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.