Dormência, substrato e temperatura para germinação de sementes de albízia (Albizia lebbeck (L.)

Alek Sandro Dutra, Sebastião Medeiros Filho, Fabio Oliveira Diniz

Resumo


A albízia é uma espécie arbórea da família Leguminosae – Mimosoideae (Mimosaceae), nativa da Ásia tropical, caracteriza-se por apresentar um rápido crescimento, habilidade para fixar nitrogênio e melhorar a estrutura do solo, especialmente em áreas degradadas, tendo usos múltiplos e facilidade para consórcio com culturas agrícolas. A pesquisa foi conduzida em dois ensaios com o objetivo de identificar métodos para superação da dormência em sementes de albízia e verificar os efeitos da temperatura e do substrato na germinação dessa espécie. No primeiro ensaio, as sementes foram submetidas a diferentes métodos e tempos de imersão para superação da dormência utilizando calor úmido, imersão em água quente, imersão em ácido sulfúrico e escarificação mecânica, além da testemunha. Foram avaliados os percentuais de germinação, de sementes duras e mortas. No segundo ensaio, após o tratamento com ácido sulfúrico por 10 minutos, as sementes foram semeadas sobre papel e entre papel toalha germitest e sobre areia e entre areia e postas para germinar em câmaras de germinação com temperaturas de: 20; 25; 30; 35; 20-30; 25-35 e 20-35 °C. Concluiu-se que a espécie Albizia lebbeck apresenta sementes dormentes, destacando-se a escarificação mecânica e o ácido sulfúrico nos tempos de embebição de 5; 10 e 15 minutos como métodos mais eficientes para a superação da dormência; e que as melhores condições para a germinação de sementes de albízia são entre substratos independente de ser papel ou areia e em temperaturas constantes de 25; 30 e 35 ou alternadas de 25-35 e 20-35 ºC.


Palavras-chave


physiological quality, degraded areas, reforestation

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.