Identificação de genótipos de feijão-caupi tolerantes à seca

Edson Alves Bastos, Sebastião Pereira do Nascimento, Everaldo Moreira da Silva, Francisco Rodrigues Freire Filho, Reinaldo Lúcio Gomide

Resumo


A seleção de genótipos com tolerância à seca é essencial para a produção de alimentos no mundo, especialmente em regiões de clima árido ou com má distribuição de chuvas. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi identificar genótipos com características de tolerância e sensibilidade ao estresse hídrico. Foram conduzidos dois experimentos em campo, um sob déficit hídrico durante a fase reprodutiva e outro sob irrigação plena, ambos em um delineamento de blocos ao acaso com 20 tratamentos (genótipos) e quatro repetições. O déficit hídrico foi obtido aplicando-se, aproximadamente, metade da lâmina requerida pela cultura do feijão-caupi. Foram avaliados o índice de área foliar, teor de clorofila, componentes de produção e o rendimento de grãos. O déficit hídrico reduziu em 20% o índice médio de área foliar, 16% o índice médio de clorofila, 175% o número médio de vagens por planta e em 60% a produção de grãos. Os genótipos Santo Inácio e Tracuateua-192 são sensíveis ao déficit de água no solo, enquanto o BRS-Paraguaçu, o Pingo-de-ouro-1-2 e o Pingo-de-ouro-1 são tolerantes à seca.


Palavras-chave


Vigna unguiculata; Índice de área foliar; Teor de clorofila

Texto completo:

PDF


Revista Ciência Agronômica ISSN 1806-6690 (online) 0045-6888 (impresso), Site: www.ccarevista.ufc.br, e-mail: ccarev@ufc.br - Fone: (85) 3366.9702 - Expediente: 2ª a 6ª feira - de 7 às 17h.